Cantos do ChA

Retro-spectiva | 1ª década do século XXI

Por estes dias, minha ficha começou a cair. Estamos há menos de uma semana do final de 2010. Alguém tem noção do que isso representa? Isso mesmo. Chegamos ao fim da primeira década do século XXI – tão esperado século XXI… Vivemos 10 anos do terceiro milênio. Chegamos ao fim?

Bem, que subvertemos o apocalipse da virada do milênio, não há como duvidar. E cá estamos a esperar que Nostradamus e outros que tais, mais uma vez estejam errados com relação a 2012 – que está a cada fração de segundo mais próximo.

Uma pergunta eclodiu nesses momentos finais de 2010:

 

Além de contrariar o Armageddon, o que você fez de relevante na (para) a primeira década do século XXI, do terceiro milênio?

 

A minha costumeira reflexão de final de ano ganha outra conotação. Passo a ter necessidade de uma retrospectiva de 10 anos de (sobre-)existência. Há algumas semanas, venho garimpando a minha memória em busca de acontecimentos preciosos que mereçam constar nos anais desse período.

Mas, cada vez que a peneira vem à tona, traz tanta preciosidade, tanto fato raro, tanto episódio único… Até os acontecimentos brutos, estão emergindo já lapidados. E a cada peneirada, toneladas de risos e lágrimas.

 

Tanta gente especial chegou sem pedir licença, outras tantas partiram sem ao menos se despedir. Tanta falta, tanta presença. Tanta mudança, tanta mesmice. Tanta conclusão, tanto começo. Tanta espera, tanto correr. Tanto desistir, tanto alcançar. Tanta resposta, tanta pergunta. Tanto trabalho, tanto estudo, tanta farra. Tanta idéia, tanto projeto, tanta concretização. Tanta arte, tanta música, tanta produção. Tanta surpresa, tanta decepção. Tanta companhia, tanta solidão. Tanto amor, tanto sexo, tanto desafeto, tanta paixão. Tanta descoberta, tanto eclipse, tanto mostrar, tanto disfarçar. Tanto encontrar, tanto desviar, tanto fugir, tanto chegar, tanto escapar. Tanto amigo, tanta família, tanto colega, tanto opositor. Tanto grito, tanto berro, tanta fala, tanta voz, tanto calar. Tanto eu, tanto você, tanto nós, tanto ninguém.  Tanto tanto tanto tanto, tanto pouco, tanto tudo, tanto nada, tanto muito. Tanto viver, a cada dia, tanto morrer.

 

Não apenas para 2011, mas para todos os anos das nossas existências, desejo que tenhamos muita felicidade, sempre que necessário for, que tenhamo-nos!

 

Chicco Assis

 

PS: Estou criando uma seção especial em meu blog para registrar os acontecimentos do período de 2000 a 2010. Para que nenhum acontecimento importante para mim, para nós ou para o mundo fique de fora, peço que me enviem por email registros, fotos, textos, vídeos ou que mais couber nessa retrospectiva. Preferencialmente, constando as seguintes informações:

Data

Hora

Lugar

Pessoas envolvidas

Episódio / fato ocorrido

Conseqüências

 

Anúncios

dezembro 25, 2010 - Posted by | Uncategorized

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: